• Visita Virtual
  • Catalago Virtual
  • Livro de Visitas
  • Curiosidades
  • Receitas
  • Doadores

Curiosidade

17
PORCOS ENTERRADOS NA NEVE
Cientistas na Áustria causam polêmica ao realizar experiências com porcos enterrados na neve

Os testes supostamente durariam duas semanas, mas uma avalanche de críticas forçou cientistas a os suspenderem após apenas três dias. Protestos de ativistas de direitos dos animais interromperam um experimento controverso envolvendo porcos nos Alpes austríacos. Na terça-feira, os cientistas começaram a enterrar os animais na neve e a monitorar suas mortes, em uma tentativa de determinar que fatores possibilitam aos seres humanos sobreviverem a avalanches.
Na quinta-feira, entretanto, o experimento -liderado pela Universidade Médica de Innsbrück e pelo Instituto de Medicina de Emergência em Montanha, em Bozano, Itália- foi temporariamente interrompido devido ao imenso interesse da mídia provocado pelos protestos. Um total de 29 animais foi selecionado para os testes, que continuariam por duas semanas. Dez porcos já tinham morrido na experiência de simulação de avalanche. Os cientistas envolvidos disseram que eles foram sedados e anestesiados. A Universidade Médica de Innsbrück postou uma declaração em seu site, dizendo que a experiência foi aprovada pelo Ministério de Ciência e Pesquisa austríaco.
\\\"É absolutamente inaceitável que esses animais altamente sensíveis, indefesos, sejam mortos em um teste desnecessá rio\\\", disse Johanna Stadler, chefe do grupo de direitos dos animais Four Paws. \\\"As pessoas estão chocadas e ultrajadas por experiências tão cruéis serem realizadas na Áustria\\\", disse Gerda Metias, presidente da União Internacional dos Oponentes das Experiências em Animais, para a agência de notícias \\\"The Associated Press\\\".
\\\'Moralmente questionável\\\'
Alguns ativistas sugeriram que os pesquisadores realizassem o experimento em si mesmos. \\\"Os cientistas deveriam enterrar a si mesmos, e seus colegas poderiam avaliar os resultados\\\", disse um porta-voz da Sociedade Austríaca para Prevenção da Crueldade contra os Animais para a agência de notícias austríaca \\\"APA\\\".
Anton Steixner, a autoridade encarregada da proteção dos animais no governo regional de Tirol, disse que ele não foi informado e que ficou surpreso com os \\\"métodos incomuns\\\". \\\"Enterrar porcos vivos sob a neve é moralmente questionável\\\", ele disse, se distanc iando da experiência. O serviço de Resgate em Montanha de Tirol também questionou o sentido de realizar um teste deste tipo. Enquanto isso, os partidos Social Democrata (SPÖ) e Verde da Áustria exigiram o fim imediato dos testes e quiseram discutir a aprovação pelo ministério no Parlamento.
Hermann Brugger, que está liderando a pesquisa, disse, entretanto, que os testes prosseguirão. \\\"Não faz sentido (...) suspender o experimento agora\\\", ele disse, argumentando que isso faria com que os porcos que já morreram o fizeram em vão. Ele disse que os cientistas precisam concluir os testes visando extrair conclusões sobre como melhorar o resgate de seres humanos.
\\\"Na situação dramática após uma avalanche, os médicos de emergência poderiam julgar melhor quais vítimas teriam uma chance realista de sobrevivência.\\\" Ele disse para a emissora de TV austríaca \\\"ORF\\\": \\\"Nós queremos salvar vidas. Esta é a única meta deste estudo\\\".


Outras curiosidades
Amigos do Museu
Agendar Visita
Mascote